oncontextmenu='return false'>

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

E agora ex tripulante?

 

 Pronta para um recomeço de vida em terra após estar a bordo por 8 meses.
 Ok estava tudo ótimo a decisão já estava tomada, eu queria retomar minha vida em terra trabalhar como sempre sair um pouco da clausura, estava cheia de projetos enfim!Mas as coisas não foram tão simples assim como imaginei, o dinheiro vai acabando as contas vão chegando e o desespero vai aumentando, pelo menos no meu caso foi assim. Resumindo tudo!! Quando  se trabalha a bordo se ganha razoavelmente bem, não se tem despesas como comida, conta de luz etc. Os spas de cruzeiro marítimos tem excelentes estruturas de trabalho. O difícil é ter  que retornar ao mercado de trabalho onde os salários são uma vergonha e a maioria dos salões pagam somente comissão e muitos nem te dão uma condição legal de trabalho (não estou generalizando)
   Aja pensamento positivo, meditação, oração e sei lá o que mais pra  não  desanimar né minha gente?
   Lembro que no inicio tentei me encaixar em alguns salões com o meu perfil, incluindo clientes, estrutura de trabalho, salário e tudo mais, não encontrei, e o motivo eu sei, infelizmente alguns  profissionais desse ramo só falam da novela das oito que agora é quase às dez da noite, quem casou quem separou aquele mito que salão é lugar de fofoca ainda continua pra muitos deles!!AFF!!E isso não vem por parte de clientes não, a maioria delas te passam e te ensinam muita coisa e algumas se tornam grandes amigas. Em alguns salões são vendidos serviços que prometem milagres e resultados impossíveis, trocam os  produtos colocam os que custam  R$ 5.00 em embalagens de marcas caras e famosas e vendem por um preço absurdo enganando a coitada da cliente que às vezes juntou aquele dinheiro pra dar uma mudada no visual e levantar a auto-estima, não tem higiene com as ferramentas, não as esterilizam corretamente após os serviços. Gente isso ta muito errado e me desanima  demaissssss.
  Cadê a  ética profissional?
Ver certas coisas tira meu tesão de trabalhar, acaba com a minha inspiração. E fora a pergunta que me fazem na hora da entrevista.
 - MAS SE EU TE CONTRATAR E VOCÊ IR PRO NAVIO? (isso já virou um clássico)

Um comentário:

  1. Foi isso que me desanimou de trabalhar em salão e montar o meu há uns 7 anos atrás. Porém os problemas que eu não tive quando eu era empregada, eu tive quando precisei de pessoas para me ajudar. O pessoal vinha mas não ficava e se ficava não vinham em dias certos, sempre quando queriam. Fora que eu tinha muitas escovas e trancinhas de raíz, meus pulsos abriam constantemente. Agora eu comecei a fazer apliques mas não o megahair comum e sim a técnica waves. Eu estou fabricando para mim mesma lace fronts, halfwig, full laces e apliques só teste. Tô achando legal e é uma coisa passo horas fazendo com prazer. Um abraço Renata!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!
Obrigada pela visita e volte sempre!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...