oncontextmenu='return false'>

domingo, 30 de outubro de 2011

Cada Um Na Sua

Hoje foi a primeira vez que estive em um batizado aqui na Suécia, e confesso que fiquei surpresa em saber que eles batizam as crianças por aqui, não pelo fato de não ter igrejas, mas sim por elas estarem sempre vazias (quem visita é pra tirar foto) e a única que está sempre lotada é uma evangélica que tem perto do centro da cidade.
 A grande maioria dos suecos que eu conheço são ateus e os que dizem ter religião é somente na teoria então aqui você não vai escutar:

- Ai pelo amor de Deus , obrigada meu Deus , aiaia graças a Deus  ou se Deus quiser....

 A cerimônia do batizado foi linda, individual, é somente para uma determinada família e convidados, o tempo é quase o mesmo de um casamento, mesmo não sendo religiosos algumas famílias suecas ainda seguem a tradição do batizado, casamento e confirmação (ex de uma catequese) que não é obrigatório na igreja luterana. O luteranismo é a religião oficial da Suécia, mas não de todos os suecos.
  • 23% dos cidadãos suecos "acreditam em Deus".
  • 53% "acreditam que exista algum espírito ou força vital".
  • 23% "não acreditam em qualquer tipo de espírito, Deus ou força vital".
A única manifestação religiosa católica que tem por aqui é no dia 13 de dezembro dia de santa Lucia, tradição vinda da Itália que abre as portas para o natal, fora isso não se vê e nem se escuta quase nada sobre religião por essas bandas é cada um no seu cada um e todos se respeitam, mesmo porque o número de imigrantes é enorme, na minha escola, por exemplo, mais de 60% dos alunos são mulçumanos.
Se tratando de expatriados eu não sei o que é mais difícil...

 Morar em um país onde há maioria da população tem uma religião que você desacredita e não é a sua (Onde claro uma hora ou outra vão tentar te converter) ou viver em um país onde muitos nem se quer acreditam na existência de Jesus Cristo, Deus ou qualquer coisa considerada divina.

 Eu tenho esse ditado popular como filosofia...
 Time de futebol e religião não se discute, respeito os Ateus e todas as religiões, mas continuo tendo Deus no meu coração isso independente de religião e país, e CONFESSO que de vez em quando escutar um:
- Fique com Deus, Deus te abençoe e gritar um Graças a Deus me faz um bem danado.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Jantar Com Amigos


Esse final de semana tivemos um jantarzinho com amigos aqui e casa Michelle e Marcus vieram de Estocolmo nos prestigiar, nesse post AQUI eu conto como nós duas nos conhecemos , foi tudo simples, mas super aconchegante
Conversamos bastante jogamos conversa fora, rimos muito com as diferenças entre Brasil e a Suécia, mas durante esse jantar cheguei à conclusão que os homens suecos são quase todos iguais, parece que foram feitos todos na mesma forma, as manias e o jeito perfeccionista de ser são os mesmos, só muda de endereço.
O responsável pela organização de tudo foi o Ramberg ele cuidou da preparação do jantar fizemos essa receita AQUI e ainda por cima da decoração de mesa, com direito a folhas de outono e berries que ele pegou aqui mesmo no quintal do prédio, ele arrasou, eu fiquei mais de assistente de cozinha mesmo.
Michelle e Marcus espero vocês pra assistir aquela partida de Ice Hockey ok,
Combinadíssimos!




quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Mais Uma Estação


Mais uma estação dando um show de beleza por aqui, umas das coisas mais lindas da Suécia é ver a natureza se transformando a cada estação do ano, esse outono tem tido lindos dias de sol, às vezes tem umas tempestades por aqui mais isso a gente abafa afinal o que é uma chuvinha comparando a esse inverno que vai chegar.
Levantar cedo e ir pra escola está cada dia mais difícil, está escurecendo cada vez mais cedo e de manhã o termômetro chega a 3 graus e uma preguiça de urso ta tomando conta de mim ZZZZZ é impressionante, só fico mais animada nos dias de sol onde mesmo estando frio dá pra passear um pouco e ver o quanto é lindo as arvores mudando de cor , os jardins cobertos de folhas secas com o restante das maçãs que ainda sobraram, são tantas que ganhei quilos de uma colega de classe (ela veio pedalando de casa até a escola com o saco de maçã amarrado na bike e olha que ela mora longe, essa já ganhou mil pontos comigo) e eu no meio da minha preguiça não sei o que fazer com tantas maçãs.



Estamos bebendo litros de suco de maçã (não sabia que era tão bom) vitamina de maçã, torta de maçã, chá de casca de maçã e salada de fruta com maçã também!
Então se por acaso você que está lendo esse post souber de alguma receita que leve maçã me mande, por favor, porque o saco de maçã não esvaziar nunca.

Como eu mato a cobra e mostro o pau aqui está minha torta de maçã, não ficou tão bonita mais juro que estava gostosa.

  Receita nesse link AQUI  

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Eu Chorei Junto.




 


A primeira lembrança que me veio à cabeça quando assisti a esse vídeo foi meu aniversario de sete anos, ai meu deus faz tanto tempo, mas aquele dia eu não vou esquecer jamais, é impressionante como a infância marca a nossa vida.
Naquela época nós não tínhamos muito dinheiro e minha mãe sempre comprou meus brinquedos com muito sacrifício eu cuidava deles com todo carinho e muitos deles guardei ate adolescência, mas nesse aniversario de sete  anos foi especial eu ganhei um presente melhor que qualquer brinquedo, ganhei uma amiga. O presente  foi uma cachorrinha vira-lata , minha mãe a colocou  numa caixa e  enrolou um laço vermelho no pescoço dela, lembro que  quando eu vi essa cachorra eu vibrava tanto e chorava igual a menininha desse vídeo, e Xuxa( a  minha cachorrinha) se tornou minha companheira por muito tempo.
As maiorias das pessoas recordam quando choraram de tristeza os momentos de alegria caem no esquecimento e acabam junto com a euforia do momento, pois saiba que recordar as nossas vitórias, os nossos gols reacendem a nossa fé e nos faz feliz multiplicadamente, como diz o ditado recordar é viver.

E você se recorda de algo especial da sua infância? Lembra-se da ultima vez que chorou de alegria?


terça-feira, 4 de outubro de 2011

Eu, Ele e o Português

Desde que nos conhecemos o Ramberg sempre teve interesse de aprender português, primeiramente porque ele adora o Brasil e em segundo porque a comunicação com a minha família se tornaria muito melhor eu não teria que ficar traduzindo tudo e eles ficariam bem mais a vontade pra conversar, anteriormente ele tentou estudar pela internet e não deu certo eu tentei dar algumas aulas também, mas ele nunca aprendia nada acabava tudo em brincadeira E depois que comecei a estudar sueco ele foi ficando mais empolgado com a idéia e começamos a procurar uma escola de português, tarefa que não foi fácil.
Depois de meses de procura finalmente encontramos a escola, ele fez a inscrição pela internet e estava empolgadíssimo pra começar, eles ainda não sabiam se realmente teria o curso estavam esperando formar um determinado numero de alunos então o bichinho tava aqui morrendo de ansiedade e rezando pra tal curso começar, e não é que começou gente?
Mas o que não estava no programa é que a professora seria de Lisboa, consequentemente ele aprenderia o português de Portugal que pra quem não acredita é muito diferente do nosso.
Resumindo – o Ramberg ta aprendendo português com um sotaque carregadíssimo , e falando igualzinho o seu Manoel do açougue gente (é engraçado demais)
Pra quem está curioso em saber se existe alguém além dele na Suécia que queira aprender português a resposta é sim, a sala tem oito alunos, é pouco, mas já é alguma coisa no dia apresentação duas pessoas disseram que o motivo de aprender português era por que tinham um relacionamento com alguém de Portugal, uma estava estudando enfermagem e estava vindo ao Brasil iniciar um projeto, e o restante da turma estão se preparando para a próxima copa do mundo que será no Brasil, confesso que fiquei bem orgulhosa, mas o que me deixa com o pé atrás são as lições da professora, ela ensina de lá eu vou e troco tudo aqui
.
Segue abaixo algumas palavras usadas em Portugal completamente diferente das nossas no Brasil:

 Pequeno almoço = Café da manhã- Já disse pra ele se pedir um pequeno almoço no Brasil vai passar fome, o prato vai vir bem pequenininho.
Telemóvel = Telefone celular- Telemovél pra mim é um telefone que você liga pra comprar móveis ou um móvel com telefone
 Frigorífico =Geladeira – Não preciso nem explicar né...
Velharia = Antiquário- Essa posso até concordar, eu que o diga nas minhas visitas aos brechós.
Atacadores = Cadarços- Se ele falar pra mim que tá precisando de um atacador juro que ligo pra o hospício na hora.
Calcinha=Cueca (seja para mulher ou homem)- Imagina a cena dele falando isso numa fila do caixa de uma loja bem grande:
- AMOR TO PRECISANDO DE CALCINHA E TEM QUE SER GG [saio correndo e deixo ele sozinho]
Salva vidas =Banheiros- Quando eu era viciada em laxantes o banheiro era meu salva vidas, talves por lá eles usem bastante laxante também.
Moleque=Puto- realmente o mundo ta cheinho de putos
Menstruada= Estar com histórias – Mais machista que isso impossível.
Pão francês= Cacete – Rindo alto e perdendo o fôlego imaginando... Ele na padaria.
Chiclete= Pastilha elástica- Esse pensando bem tem até um pouquinho de sentido
Camisinha =Durex- Eu não sabia o poder dessa palavra melhor parar de comparar, porque já to imaginando o povo enrolando tudo com durex e fazendo uma depilação junto.
Com certeza o Ramberg é uma pessoa de sorte porque tem euzinha aqui pra ajudar, imagina esses outros alunos que estão aprendendo essas palavras completamente diferentes das que usamos aqui no Brasil na próxima copa de mundo.

domingo, 2 de outubro de 2011

Kräftskiva


Kräftskiva é uma comemoração que ninguém sabe o porquê está comemorando e acontece sem nenhum motivo é no final de agosto e também sem um dia especial [é uma festa sem data, sem razão de ser, mas que quase todo mundo aqui celebra e nem sabe o porquê [se eles não sabem imaginem eu] o prato principal da festa é lagostim e muito pão também, nas festas daqui as pessoas servem bastante pão sabe, deve ser porque é barato e os convidados ficam com o estomago bem cheio, assim quem dá a festa não precisa se preocupar com a COMIDA, nada contra, mas aqui festa só se resume em pão com queijo cremoso [requeijão de diversos sabores] café sem açúcar e kanellbullar, a exceção só acontece caso o aniversariante esteja celebrando datas fechadas como 20, 30, 40... anos que são consideradas as idades mais importantes, aí sim pode até rolar uma comidinha, um jantar, fora isso é melhor você fazer uma boquinha antes de sair de casa, e também não se esqueça de COMPRAR a sua bebida pra levar também, ir de mão abanando nem pensar que por um lado acho muito educado, afinal não vamos explorar o dono da festa o que eu não concordo é ter que levar praticamente uma marmita e além disso a bebida. Cadê o anfitrião? Não quer ter trabalho nem dê festa colega, o restaurante é a melhor solução, o que me incomoda não é o dividir mas sim isso ser uma regra.


Comemoramos a nossa Kräftskiva bem atrasados pelo motivo de todos os convidados estarem ocupados e encontrar uma data nas agendas ocupadíssimas foi difícil, mas decidimos fazer assim mesmo para não passar em branco eu estava curiosa pra saber como eles celebravam o meu único problema com as festas daqui é pelo simples fato que elas são tão animadas quanto à recepção de um consultório dentário ou talvez meu conceito da palavra animação esteja muito animado, ok troco a palavra animação pela palavra festa e vejo que não estou tão errada assim, consultei até o dicionário...

Festa
1. Função em que há regozijo.
2. Dia de regozijo; comemoração.
3. [Religião] Dia santificado; função religiosa com que se celebra um dia santificado.
4. [Figurado] Alegria.
5. [Informal] Afago, carícia, mimo.
6. Bom acolhimento.
7. Trabalheira, cuidados.

Durante a kräftskiva se usam chapeis como os de festas infantis e se canta algumas músicas e no final de cada música se bebe snaps (uma bebida sueca forte que nem cachaça) são mais ou menos umas nove músicas então no final o povo já bebeu todas e vão ficando mais soltinhos, misturam cerveja, vinho, snaps e fazem uma farmácia que meu estomago não aguenta, da ultima vez que tentei acompanhar o ritmo passei o dia seguinte todinho chamando o Hugo e jurando que nunca mais ia colocar uma gota de álcool na boca, mas claro que esse juramento não durou muito tempo, afinal preciso de algum tipo de combustível pra ficar ANIMADA nas festinhas daqui.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...