oncontextmenu='return false'>

sábado, 31 de março de 2012

Eu mudei, e você?



Por mais que eu seja resistente em preservar minhas origens e não ser totalmente influenciada por uma cultura diferente acho que toda mudança positiva é valida e só nos acrescenta, pra mim a questão não é ser influenciada pelo país ou não, e sim evoluir, eu acrescento o que eu acho que me faz uma pessoa melhor, isso pode ser costumes da China do Brasil ou da Suécia, de onde isso vem não me interessa (sem aquele deslumbramento das zoropa)
Acho que se a pessoa está aberta até uma mudança de bairro, cidade ou emprego pode influenciar para uma troca  positiva de costumes e cultura, não é necessário  mudar pra o outro lado do oceano pra isso acontecer [o negocio é de dentro pra fora isso está no ACEITAR o novo coisa que também não é tarefa fácil]
Nessas minhas andanças por aqui as vezes eu me pego fazendo coisas que não fazia e jamais pensei em fazer antes como:

Atravessar a rua somente na faixa de pedestres e com o sinal verde.
Levar sempre um lencinho de papel e um hidratante labial na bolsa.
Separar o lixo e reciclar latas e vidros acho isso tudo de bom e o planeta agradece.
Agradecer e desfrutar a cada reflexo de sol.
Gostar de andar de ônibus, o serviço de transporte é eficiente e pontual, o motorista dá até bom dia pra gente.
Falar menos, sueco só costuma falar bastante e ficar bem solto quando já tem algumas  gotas de álcool na cabeça normalmente eles são tímidos no inicio.
Aprendi a fazer serviços como pintura, encanamento, mudança, eletricidade e montar móveis, coisas que os suecos fazem sozinhos, pois custa uma fortuna pagar pra alguém fazer.
Olhar para o termômetro antes de me vestir pra sair de casa.
Levar sempre um casaquinho ou echarpe mesmo que pareça estar calor porque pode esfriar é claro! Rsrs
Não dou mais 2, 3, 4 beijinhos quando cumprimento mas sim um abraço ou aquele aperto de mão ”formal”.
Ter menos pressa e mais paciência pois tudo aqui é feito com muitaaaa calma bem a La Martinho da Vila : É devagar é devagar é devagar é devagar devagarinho...
Ir pra festar ou jantares e ter que comprar minha própia bebida e algumas vezes até minha própia comida
Ler mais jornais aqui tem jornais gratuitamente espalhados por todo canto.
Menos doce, o açúcar daqui não adoça e os doces são menos doces da ultima vez que estive no Brasil estranhei e achei tudo melado demais.
Passei a amar o meu país como nunca amei antes.
Nem todo brasileiro é “amiguinho" a única amiga de verdade que fiz  até hoje é de um país do oriente médio e mulçumana.
Ir menos ao medico e não tomar remédio pra tudo. Sueco não gosta de ir ao médico e eu aprendi o porque, tudo aqui é normal, inflamação, infecção, depressão se ir ao médico por esses motivos o que vai ouvir será:
Deixe o corpo reagir e descanse ou em casos graves eles receitam um ibuprofeno.
Sair na neve ou com -20 não vai te deixar gripado, a vida continua mesmo com aquele frio dos invernos, coisa que antes uma simples chuvinha me fazia desistir de vários compromissos.
Aprendi que existem homens que amam, respeitam e buscam muito mais que uma bunda sem querer fazer propaganda mas meu viking é tudo de bom :)
Aprender mais sobre a cultura do meu próprio país, quando conheço alguém e digo que sou brasileira eles fazem um questionário a respeito do Brasil, quantos habitantes, política, o que o Brasil produz bla, bla, bla, tem que estar com as respostas na ponta da língua pra não passar vergonha.
Gostar do meu cabelo crespo, armado, cacheado e revoltado, chapinha aqui não é obrigatório.
Confiar mais no ser humano, aqui a palavra ainda tem um pouco de valor.

E vocês? No que mudaram nos últimos anos ou no que vcs mudaram depois que passaram a viver em outro país?

quinta-feira, 15 de março de 2012

O meu vizinho é um gato!

Esse bilhete já estava por aqui quando mudamos mas até então não sabia quem era o gato que estava incomodando tanto a vizinhaça.





Por Favor !
Vocês podem nos ajudar a ver se os gatos não estão na escadaria!
Obrigada!











Até que um dia conheçi o digníssimo ! O danado começou a me esperar na porta de casa e ainda por cima pedindo pra entrar, não sei se vivia outros gatos aqui antes mas quando eu chego ele está sempre sentado no tapete do lado de fora.


E eu  ao contrário dos outros vizinhos não estou nem um pouco incomodada com o felino e to quase deixando ele entrar.
Veremos quanto tempo eu resisto.

sexta-feira, 9 de março de 2012

A Dama De Ferro



Acabei de assistir o filme e indico pois fiquei impressionada com a interpretação de Meryl Streep a caracterização é simplesmente perfeita e a atriz está irreconhecível
O filme mostra como a dama de ferro dos anos 80 está hoje e como foi no passado através de cenas relembradas por ela que hoje está com 86 anos, ela tem alucinações e conversa com seu marido que já é falecido, mostra também como ela foi odiada e idolatrada pelo povo.
Margaret thatcher dedicou praticamente sua vida inteira a carreira política sendo a primeira ministra da Inglaterra de 1979 até 1990 tendo o marido como braço direito mas sem muito tempo para os filhos e hoje em dia paga o preço com a ausência de um deles.
O resto vcs vão ter que conferir porque não vou contar o filme todo, mas vale a assistir e refletir o sobre o quanto nosso presente pode afetar a nossa velhice e que o realmente levamos dessa vida são somente os momentos e as nossas escolhas.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Férias Forçadas

Nem acredito que estou conseguindo atualizar esse blog que anda tão abandonado.
Ficamos quase duas semanas sem internet devido a mudança que finalmente acabou, a casa com caixas pra tudo quanto é lado  (olha eu reclamando de novo) mas pareçe que explodiram uma bomba aqui.
Lembram que eu disse que estava me matando de tanto estudar? Então...
Não fui escolhida pra fazer a prova na qual seria mais um passo pra eu terminar esse curso [numa turma de 25 alunos só quatro foram escolhidos] juro que chorei de tanta raiva pq eu dei o meu sangue, a mulher estava doente, depois tirou férias só tivemos aula com ela uma semana e quando ela volta diz que poucos iriam fazer o teste porque devido a ausência ela não pode nos avaliar direito, e isso com um tom de arrogância na voz um Q de que todo estrangeiro é idiota.
Os alunos que foram escolhidos por ela são os mais antigos que estão no mesmo nível a mais ou menos 6 meses, to putissíma da vida gente.
Eu com aquela TPM que vem acompanhada daquela enxaqueca brava, namoridon que paga o pato.
Taí o motivo das férias forçadas ! Estou perdoada?
Estou morrendo de saudades dos blogs que sigo e prometo voltar a fazer minhas visitas rotineiras pra dar os meus pitacos e lógico voltar atualizar esse blog :`)
Saudadonas de vcs !!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...