oncontextmenu='return false'>

sábado, 21 de abril de 2012

Desse bolo eu não como



Uma cena com conotações consideradas racistas deixou em má situação a ministra da Cultura da Suécia, Lena Adelsohn Liljeroth. Ao participar de um evento político com a elite cultural sueca em Estocolmo, Lena cortou o primeiro pedaço do bolo que representava uma típica mulher africana.
De acordo com o site "FriaTider", Lena foi convidada a cortar o primeiro pedaço. O movimento no bolo significava a prática da mutilação genital feminina, que ocorre em algumas regiões da África. Nelas, os clitóris das adolescentes são removidos pelos pais.
Repare que a massa do bolo é avermelhada e a cabeça é de uma pessoa de verdade...

As fotos da festa foram postadas no Facebook e provocaram revolta. Ainda mais que publicamente Lena se diz antiracista e recentemente conseguiu a aprovação de um decreto que inibe o financiamento público de veículos da imprensa que costumam publicar matérias racistas.
Não acho que a intenção foi racista mas creio que a obra poderia ter sido apresentada de outra maneira, o protesto perdeu o rumo e acabou tudo virando meio que uma brincadeira só faltou às velinhas, as bolas de gás coloridas e o parabéns pra você.
Eu não estou aqui pra dizer se o povo sueco é racista ou não a única coisa que posso escrever são sobre as minhas experiências pessoais mas comparando com outros países acredito que a Suécia é um país que bastante receptivo e aberto com imigrantes claro que racismo e preconceito existe em qualquer lugar isso não tem como negar, a diferença está entre ‘eu não gosto mas respeito’ e ‘eu não gosto, discrimino e ponho a boca no trombone’
O preconceito que eles não conseguem esconder é em relação aos mulçumanos nesse caso o preconceito vem da religião e não da nacionalidade, ninguém destrata mas fica aquele clima no ar e isso vem de ambas as partes, por diversas vezes ouvi conversas de alguns imigrantes que nunca trabalharam e vivem com a ajuda do governo sueco há anos dizendo que os suecos eram o povo mais filha da puta do mundo e por outro lado alguns suecos guardam sua revolta para si e continuam a pagar seus altíssimos impostos.
Como existem também inúmeros imigrantes que estão aqui trabalham, estudam não dependem do governo pra nada pagam seus impostos e põe muito sueco no chinelo.
Quanto ao bolo achei que essa receita desandou e o bolo solou!
Se a obra foi feita para dar destaque à questão da mutilação genital em tribos africanas eu particularmente não teria comido nem um pedaço e muito menos ouvindo o artista no qual fez o bolo representar o sofrimento de várias mulheres gritando de dor( No vídeo abaixo)
O senso de humor realmente muda muito entre uma cultura e outra deve ser por isso que é impossível traduzir piada.


                                         Fonte
                                                       

21 comentários:

  1. Oi, Rê

    Ontem eu vi no jornal da Record, também achei que a intenção era boa, mas infelizmente a maneira de chamar a atenção foi infeliz.
    Eu particularmente não comeria nenhum pedaço, por que me deu agonia de ver o som de dor a cada pedaço cortado.
    Você têm razão quando diz que o bolo desandou.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Oi Renata!
    Acho que a intenção foi boa, mas de muito, mas muito mal gosto.
    A piada foi sem graça, coitada da ministra! Será q ela sabia que iria ser convidada a cortar o primeiro pedaço daquele bolo horrendo?

    Deprimente...

    ResponderExcluir
  3. Ai gente, eu hein...este povo tem cada uma que não tem nada a ver...horrível. Erraram na receita. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Tambem acho que a intencao foi boa, mas perdeu o tom completamente. Deveria ter sido elaborado de forma diferente, mas enfim, sinto um pouco de pena da ministra porque tive a impressao que ela nao sabia que cortaria o primeiro pedaco, talvez aceitou por educacao e se colocou numa furada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Eu achei de extremo mau gosto!!! Eu acho que a ministra falou meio que "sem querer", imagina o susto dela ao cortar o bolo e ouvir gritos!!! Realmente o bolo sovou!! Bjsss

    ResponderExcluir
  6. Nossa!!! que horror, achei de extremo mal gosto...

    ResponderExcluir
  7. Acho que o artista solou tambem, porque sinceramente, ficou mais parecendo que a intencão dele foi fazer graca com a situacao da mutilacao feminina, ja que os gritos e o lance de cortar o bolo e comer ficou meio com cara de piada.
    Nao gostei.
    Primeira vez que vi o video foi aqui.

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. De extremo mau gosto o bolo, e pior ainda os gritos que dão ênfase à essa palhaçada, pq se isso não for palhaçada e racismo, pra mim não tem outro nome.

    ResponderExcluir
  9. Renata, amei seu texto, realmente o humor é também uma questão cultural, quando fui à França na última vez tinha um programa de piadas que eu achei extremamente cáusticas, o humor pende para uma ironia pela Europa, tenho essa impressão e aí também os limites são muito estabelecidos, as leis são duras, ou melhor são menos flexíveis por aqui, talvez a intenção de alertar sobre o sofrimento dessa prática pegou mau, de profundo mau gosto desse artista que extrapolou seu sentimento de sarcasmo e colocou a ministra em saia justa, pagou o pato, mesmo sem querer. bjos, flor, obrigada pelo carinho, um lindo final de semana.

    ResponderExcluir
  10. Que coisa mais sem graça,que horror !!! Me senti até mau, estranho as pessoas cortando o bolo com aparência horrivél e aquela cabeça se movendo e gritando... uix.

    ResponderExcluir
  11. Renata querida!
    Gostei da sua postagem!
    Boa narrativa... Não gostei da cena,
    e a ministra não foi feliz ao cortar o bolo.
    Abraços! Tudo de bom pra ti.

    Obrigada pela sua carinhosa visita!

    ResponderExcluir
  12. Tatulina, na boaaa ficou bemmm sem graca isso, o foco foi maquiado com esses bolo zumbi ai, vi o video dei foi dó, imagina os gritos reais de se ter a vagina cortada, NAMMMMM. Nao achei graca nao, esse povo quer incrmeentar as coisas sai assim depois sendo alvo de criticas das duras!!!
    Adorei sua visita, mas vc nao me chamou de tatulina oia oia,sou bem ciumenta viu? Ai de vc se chamar outra pessoa de tatulina, viajo ai só pra bater uma D.R. kkkkkkk
    obg viu minha gatona pelo carinho, tao verdadeiro que vai alem de um blog, vc é muito especial viu? e EU nao vou sumir nao, prometo! xeru no zoi de tatu!

    ResponderExcluir
  13. Rê eu vi essa reportagem em um site,mas esqueci de ler agora li no seu blog e entendi,obrigado pela informacao,agora venhamos e convenhamos eu tbm nao queria o pedaço do bolo uma atitude q da agonia,realmente desandou,bom domingo p vc,bjinhos

    ResponderExcluir
  14. Rê, muito mal gosto esse bolo! E o pior foi o rosto da mulher no bolo....pq nao fizeram um bolinho comum?
    triste....
    boa semana miga...bj

    ResponderExcluir
  15. Eu nao sei se eu acho racista... Mas que eh uma ideia de mau gosto isso eh... As mulheres sao mutiladas e dai voce vai la e faz um bolo? Achei o bolo horrendo...

    ResponderExcluir
  16. Que coisa horrorosa! ... Achei o cumulo do ridiculo o bolo, eu com certeza não iria comer desse bolo tb!!

    ResponderExcluir
  17. Olá Renata, obrigada pela visita ao meu blog Minha casa eu decoro. E que bom que você gostou das fotos, fico feliz que a minha postagem sobre reciclagem de caixotes tenha te ajudado a ter ideias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Brincadeira de mal gosto mesmo, totalmente sem nocão. Tb não acho que os suecos sejam racistas com relacao à raca negra em si,mas tenho certeza que muitos estão de saco cheio da invasão imigrante, so que muitos preferem não comentar, são reservados. O evento teria causado um impacto maior se mostrasse vídeos e depoimentos que causassem comocão e não risos. Eu não comeria tmb. Bjos Re

    ResponderExcluir
  19. É, o bolo solou mesmo! Não há nada de engraçado e nem de culturalmente enriquecedor nessa situação não.Seria a mesma coisa deles terem feito isso com o Brasil, mas ao invés de multilar seria uma arma de brinquedo, bancando um falso assalto onde quando eles atirassem, o sangue escorria do bolo, algo assim.

    Eu acho que quando a gente puxa pra nossa cultura, o buraco sempre fica mais embaixo.

    Bola fora total dela nesse ponto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Oie Renata, menina tbm achei essa história do bolo de mto mau gosto. Eu não conseguiria ficar no local comendo bolo e ouvindo os gritos horrendos, ui!

    Concordo com vc qto ao preconceito em relação aos muçulmanos e não é só na Suécia não, mas em todos os países da europa. Infelizmente, tem mtos que vivem as custas do governo e nem se preocupam em trabalhar ou estudar o que faz com que os nativos fiquem extremamente irritados. Mas, tbm tem mtos muçulmanos que, como vc disse, trabalham, estudam e pagam seus impostos.

    bjiimm e ótima semana

    http://meuamorpaquistanes.blogspot.com.br/

    http://muslimahfashionn.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi, lindona

    Cadê as suas novas postagens, estou com saudades de ti...mas sei que vc está nos visitando, obrigada pelo carinho viu.

    Beijinhos

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!
Obrigada pela visita e volte sempre!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...