oncontextmenu='return false'>

quarta-feira, 27 de junho de 2012

E o mimimi do casório


Fonte
Eu nunca tive o sonho de me casar de branco, véu e grinalda, de vez em nunca quando ia a alguns casamentos começava a me imaginar naquela situação e por alguns minutos até achava interessante a ideia, mas não era nenhum sentimento que me fizesse mudar a minha cabeça e começar a sonhar em casar de noiva, pelo contrário me dava até certo pavor, soava muito serio pra mim, resumindo eu tinha medo de casar.
Creio que isso foi o reflexo que eu tive em casa, minha avó criou três filhas sozinha e minha mãe também a mim, eu não tive pai pra ajudar e só o conheci com 15 anos de idade, elas foram duas guerreiras então na minha cabeça ficou registrada a imagem de duas mulheres maravilha que nunca precisaram de homem, e creio que isso só sai da minha mente com anos de terapia intensiva.
Com a convivência e paciência do loves essa imagem negativa que o casamento tinha pra mim foi ficando mais leve, hoje consigo ver o lado bom de ter uma pessoa especial ao lado pra construir uma vida juntos e até de um casamento.
No inicio do nosso relacionamento namoridon dizia que tinha o sonho de casar numa cerimônia tradicional (não na igreja pois ele é ateu e não faz parte da igreja sueca, não fez o que podemos chamar de primeira comunhão aqui) mas isso foi há dois anos agora ele diz que só no civil ta bom e isso pra mim está super ok.,
O problema é que como já moramos juntos, o casamento no papel como dizem, vai ficando sempre pra depois e nunca sai, sempre tem alguma coisa mais importante na nossa vida do que organizar um casamento.
Esse assunto já foi conversado várias vezes os nós dois estamos a fim de casar mas problema é decidir quando e onde, pois existem duas famílias em diferentes partes do mundo envolvidas nisso.
A minha sogra já me perguntou 10 mil vezes quando nós vamos nos casar, já ofereceu dinheiro pra ajudar, ofereceu a casa dela pra fazer a recepção, isso me emociona demais mas a verdade é que fazer uma FESTA aqui na Suécia pra mim não dá, não róla, não vai.
Eu não tenho vontade nenhuma de fazer uma festa de casamento aqui sem ninguém que faça parte da minha vida ao meu lado, não estou me referindo a 100 convidados mas sim algumas pessoas muito especiais no qual gostaria que fizessem parte desse momento.
Caso eu faça uma festa de casamento aqui os convidados serão os primos DELE, os amigos DELE, os pais DELE, os tios e tias DELE as irmãs DELE.
E da minha parte, e eu? Acho que essa conta de dividir ta errada!
Mamis finalmente vai chegar em agosto e fica um mês aqui comigo, então seria perfeito aproveitar esse mês pra resolver esse assunto, sendo que a presença dela é imprescindível também pelo fato dela ter dito que vai me deserdar de todos os milhões que temos no banco caso eu case sem a presença dela, essa parte foi foda doeu.
Vcs podem achar uma tremenda besteira a forma que eu penso mas é isso que eu sinto, por isso que a minha vontade é uma cerimônia no civil e só, lógico que meu sonho era uma festa aqui outra festa no Brasil mas... Nós não somos rycos , duas festas + duas passagens sairá pesado, e também pelo fato que eu preciso de uma data concreta pra ir ao Brasil para poder começar a planejar tudo lá, coisa que ainda não tenho pois meu visto vence em dezembro e não sei quanto tempo terei que esperar pra uma nova decisão.
 Eu sei que eu moro aqui e as pessoas que eu amo estão longe, mas eu também quero muito dividir esse momento da minha vida com as pessoas que amo, não acho justo essa divisão de fazer festança só com o povo dele e eu já gritei isso bem alto aqui pra todo mundo mas a  minha sogra não entende e namoridon por sua vez também não me ajuda a tomar uma decisão, fica meio tudo por minha conta.
Eu sinto que minha sogra não aceita muito a ideia de uma cerimônia simples só no civil sem a família inteira, vejo que isso a deixa um pouco decepcionada e preocupada em magoar o restante da família que não vai participar,
Minha mãe me apoia no que eu decidir e também se propôs em ajudar caso seja necessário, agradeço de coração, porém não acho justo aceitar o dinheiro de nenhuma das duas, morro de vergonha dessas coisas.
Casar aqui é fácil demais, os vestidos são baratos, existem alguns casamentos que os convidados contribuem com a festa e também não precisa marcar com anos de antecedência, um Buffet básico sai na faixa de Kr 200,00 = 59 reais o salão por aqui em Uppsala  Kr 3.500= 730,00 reais, fora os detalhes como convite e decoração que a pessoa pode fazer sozinha.
Mas devido ao meu semianalfabetismo no sueco é complicado correr atrás de tudo sozinha e quando peço ajuda pra minha sogra ela vem cheia de glamour e querendo festa, coisa que eu to querendo é distancia e toda vez que eu falo que quero só um jantar para a família depois da cerimônia no civil ela me vem com alguma proposta indecente.
Eu sinceramente não sei o que eu faço, tem horas que acho melhor adiar pra sei lá quando pois aqui nessa terra só se casa no verão então no caso seria ano que vem, tem horas que não quero fazer simplesmente nada aqui e começar a organizar tudo pra casar no Brasil pra o dia que calhar de ser, loves topa qualquer coisa.
Bom esse foi meu desabafo, que um dia eu caso isso eu sei mas acho que o jeito será fugir para as colinas ou pegar um avião em direção a Las Vegas e casar só eu e ele  naquelas capelas bem charmosas, o que vcs acham da ideia?

sábado, 23 de junho de 2012

E o meu midsommar foi assim...



Ontem foi um dia lindo de céu completamente azul aqui em uppsala, a temperatura estava em torno de 25 graus, um milagre, então deu pra curtir muito o dia.
Acordamos e fomos direto pra casa da minha sogra, de lá caminhamos pra casa da tia do loves que mora bem próximo, quando chegamos já estavam quase todos os convidados lá, cerca de 20 pessoas sendo que a maioria do pessoal eu já conhecia.
Quando eram umas três da tarde começamos a almoço, eu levei um salpicão que fez um sucesso danado o pessoal gostou e até pediram receita, o único problema foi na hora deles pronunciarem o nome do prato, eles conseguiam falar tudo menos salpicão, da próxima vez faço um prato com um nome mais fácil pra ver se facilita.


A receita do salpicão eu peguei nesse site AQUI,  fiz algumas modificações e deu certo e nesse vídeo AQUI ensina como desfiar o frango na batedeira, simplesmente fantástico.


Como sempre só lembro de tirar foto da mesa quando ela já está vazia.

Na mesa família toda reunida muitos brindes e musicas de midsommar, eu não fiz feio e cantei quase todas as músicas mesmo já estando com algumas taças de vinho na cabeça.
Durante a tarde participamos de alguns jogos que eu não sei o nome, um era acertar a bolinha num pauzinho, tiro ao alvo e outros de arremesso que valiam pontos.
Loves levou o primeiro lugar em responder perguntas seguindo uma trilha na floresta, foram dez perguntas e ele acertou nove.


Eu não acertei nem perto do alvo e a desculpa foi eu ter esquecido os óculos em casa.


 Alguns dos jogos de arremesso, sogrita como dá pra ver tá ruim de mira.


Essas foram as perguntas que estavam espalhadas pela floresta, as de cima são perguntas para os adultos e as de baixo para crianças, o premio era um toblerone e um toffifee ou um brinquedo, essa semana vou me acabar no chocolate !


A noite veio o churrasco que estava bem gostoso, normalmente eles usam muita salsicha, hambúrguer e alguns vegetais, mas até que ontem estava caprichado rolou até uma carninha suculenta.




Pra fechar a noite um cheesecake de morango que estava simplesmente maravilhoso.


Chegamos às duas da tarde e sai de lá meia noite, dormimos na casa da minha sogra e chegamos em casa hoje ao meio dia, passamos o resto da tarde em casa trabalhando na reforma que nunca acaba e eu sempre reclamando disso e blablabla, agora estou indo tirar o sono da beleza pois já to morta, ontem o dia foi ótimo e o fim de semana pra mim já está ganho.
Ahhh estava quase esquecendo de falar sobre o cabelo, ficou bom depois escrevo pra vcs sobre isso.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Preparativos para o midsommar

                                                                      
Eu e a Suécia inteira estamos nos preparando para o midsommar, será o meu primeiro midsommar, pois ano passado eu estava no Brasil resolvendo a papelada do meu visto e não cheguei a tempo, pena!
Pra quem não sabe o midsommar é uma festa tradicional sueca que celebra a metade do verão, os dias mais quentes que estão por vir, a fertilidade da natureza (simbolizada por um mastro com flores) musicas e danças típicas e tudo isso é com muito morango, batatinha (do tipo que nós no Brasil comemos a vinagrete e com casca) e um peixe chamado sill (arenque).
O midsommar será na sexta feira e iremos celebrar com a família inteira na casa de uma tia do loves, cada um tem que levar um prato de doce ou salgado e eu já estou aqui queimando os meus miolos pensando no que fazer, eles me deixaram a vontade pra escolher e não fizeram questão de nenhum prato típico, isso fica por conta deles, to pensando seriamente em levar um sarapatel o que vocês acham? RAAAAAAAAAAAAA.
Essa semana fui apresentada a todas as musicas que eles cantam no midsommar, já treinei a letra pra não passar vergonha na hora, de todas as musicas essa tem a letra mais profunda.



Små grodorna, små grodorna är lustiga att se.
Sapos pequenos, sapos pequenos são divertidos de ver

Små grodorna, små grodorna är lustiga att se.
Sapos pequenos, sapos pequenos são divertidos de ver

Ej öron, ej öron, ej svansar hava de.
Nem orelhas, nem orelhas, nem rabos eles tem.

Ej öron, ej öron, ej svansar hava de.
Nem orelhas, nem orelhas, nem rabos eles tem.

Kou ack ack ack, kou ack ack ack,
kou ack ack ack ack kaa.
Kou ack ack ack, kou ack ack ack,
kou ack ack ack ack kaa

Como esse midsommar é quase que um carnaval no Brasil eu serei obrigada a dar um jeito na minha juba, tive que marcar no salão, pois meu cabeleireiro de confiança, loves disse que está de saco cheio de fazer minhas luzes , que eu reclamo muito e que também tenho muito cabelo [jamais esquecerei, magoei]. 

E não é que o danado faz direitinho!!
Então pessoal rezem pra que eu não esqueça a letra da musica e pra que a cabeleireira tenha uma mão santa pra conseguir dominar a juba da abiga que aqui vos escreve.

domingo, 10 de junho de 2012

Procura-se Um Sueco

Eu lembro que há alguns anos atrás estar casada com estrangeiro era sinônimo de ter tirado a sorte grande, era como que ter encontrado o príncipe encantado, mas aí graças a Deus veio a internet, a comunicação entre pessoas de países diferentes se tornou mais fácil e depois disso deu pra perceber que príncipes não existem, que na verdade existem pessoas boas e ruins em qualquer parte do mundo.
Ontem num programa brasileiro, O caldeirão do huck apareceu uma matéria sobre a Suécia e a história de uma moça que queria conhecer um sueco (vejam AQUI) mostraram também algumas brasileiras casadas com suecos que vivem em Estocolmo.
Foi aí que o feedjit do meu blog bombou com as seguintes perguntas:

Como são os homens suecos? Como conhecer um sueco? Os suecos são bons de cama??

 
 
 
 

Normalmente essas perguntas chegam no meu blog quase que diariamente, mas de ontem pra cá aumentou demais.
Li algumas criticas a respeito da moça em algumas redes sociais do tipo:
Brasileira é caça gringo, brasileira é oferecida bla, blá, bláa sabem como é o  povo cai matando, eu antes de vir fui chamada de louca pra baixo, diziam que o love era doido e que ela ia fazer tráfico sekissuarrr comigo, no caso dessa moça do programa  e de outras mulheres que procuram um amor de outro país desejo toda sorte do mundo mas lembre-se dos prós e dos contras.
Acho que todo mundo é livre pra procurar sua felicidade onde quer que seja, mas idealizar que casar com estrangeiro é ganhar na mega sena é furada, ninguém pensa nas consequências de mudar pra um país estranho, na adaptação, idioma, saudade da família e tudo que uma vida num país estranho oferece e sem contar que muitas vezes os príncipes viram sapos, alguns enquanto estão de férias são uma coisa mas depois que voltam pra o seu país, sua zona de conforto mdam totalmente de personalidade.
Lógico que existem vários casos que dão certo porém não acho certo mostrarem só o glamour da história vai de cada um saber aproveitar e virar a situação a seu favor.
Eu digo sinceramente que vim parar nessa gringolandia por amor, dei sorte por ter encontrado uma pessoa maravilhosa que me surpreende de forma positiva  a cada dia, mas mesmo com todo esse amor que ele me  dá as vezes ainda sinto que tem um buraco no meu coração, falta trabalho, falta o carinho da família, mas isso eu já sabia, quem falou que ia ser moleza?
Vou tentar responder a pergunta ‘Como são os homens suecos’ através do meu ponto de vista porque afinal de contas eu só durmo com um e generalizar não é comigo, vou falar por mim e por algumas historias que já ouvi:

Homem sueco no geral é calmo demais, calmo que até irrita!
Eles respeitam as leis, são obedientes e não gostam muito de inovar, aqui a política é ser lagom, nem a mais nem a menos.
Gostam de uma birita, mas voltando ao não generalizar isso também tem suas exceções.
São românticos mas em alguns falta um pouco de cavalheirismo, creio que isso vem do feminismo das suecas que querem igualdade em tudo, então qualquer gesto de cavalheirismo pra elas já é machismo, o meu é ensinado e sabe que sou meio que a moda antiga.
São cultos, a maioria deles conversa sobre qualquer assunto e estão sempre interessados no que se passa no mundo.
Tímidos sim, frios não, diria que eles são contidos!
São fáceis de levar, os suecos em si são educados mas por outro lado falam o que tiver que falar na lata sem fazer rodeios.
Geralmente são fiéis, mas como qualquer homem quando resolve fazer safadeza e trocar de mulher troca, mas o amante latino por aqui não pega, geralmente eles separam e partem pra outro relacionamento até mesmo porque a mulherada por aqui é exigente e não se sujeita a esse tipo de homem.
Vaidosos e gostam de andar na moda, principalmente os mais novos eles estão sempre com suas calças apertadas e com o cabelo fashion.
Não existe só sueco loiro de olhos azuis como algumas pessoas imaginam, a Suécia tem um milhão de estrangeiros e pra um país de 10 milhões de habitantes esse numero é relativamente grande, a Suécia está se tornando cada dia mais mix, tem pra todo gosto.

Lembrando que conheci o loves na net sim[num desses sites aqui]e não tenho vergonha nenhuma disso, vim pra cá com 32 anos de idade e já sabia muito bem o que queria da minha vida, porém  quando cheguei aqui parece que esses anos que vivi foram por água abaixo, tive que recomeçar do zero, aprender a ler, escrever e andar sozinha a pessoa fica totalmente dependendo do parceiro no começo.
Mas aqui estou e graças a Deus feliz !!
Agora sobre a pergunta a respeito se eles são bons de cama????Seria comico se tivesse escrito sobre isso aqui no blog mas acho que a resposta cada um vai ter a sua provando kkk

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...